quarta-feira, 2 de junho de 2010

Um texto de Eça de Queiroz -1872

Texto do livro de Eça de Queirós «Uma campanha alegre » que pode ser adquirido através da Internet. Basta accionar o Goggle, ou melhor, nosite:http://pt.wikisource.org/wiki/Anexo:Imprimir/Uma_Campanha_Alegre
Deve ser fatalismo do nosso País.
"Nós estamos num estado comparável somente à Grécia: mesma pobreza, mesma indignidade política, mesma trapalhada económica, mesmo abaixamento dos caracteres, mesma decadência de espírito. Nos livros estrangeiros, nas revistas, quando se quer falar de um país caótico que pela sua decadência progressiva poderá vir a ser riscado do mapa da Europa - citam-se, a par, a Grécia e Portugal. Nós, porém, não possuímos como a Grécia, além de uma história gloriosa, a honra de ter criado uma religião, uma literatura de modelo universal e o museu humano da beleza da Arte. Apenas nos ufamos do Sr. Lisboa, barítono, e do Sr. Vidal, lírico."
Eça de Queiroz, in "Uma Campanha Alegre", (1872) pág. 235, edição Livros do Brasil

1 comentário:

*Marcela* disse...

Para se pensar muito, mas principalmente, agir!