sexta-feira, 10 de junho de 2011

A minha visão dos principais partidos políticos da nossa praça !

PS - O Partido Socialista desgovernou os últimos seis anos, denominando-se um partido de esquerda mas com o líder de direita executando políticas por vezes e extrema-direita.

O PS precisa urgentemente de um líder jovem, frontal e principalmente de esquerda e que abra o partido a independentes.

PSD – O PSD soube aproveitar a abstenção do eleitorado do PS que não quis votar Sócrates para ganhar as eleições. A vitória foi translúcida, embora a opção pela integração de Fernando Nobre tenha sido um tiro no pé. Muito sinceramente não lhe dou dois anos à frente de Portugal e do PSD, o seu futuro vai ser negro a começar a nível interno.

CDS/PP – Portas é o CDS, quando Portas acabar o CDS também acaba.
Portas fez uma excelente campanha eleitoral, falou um português simples, misturou-se com o povo, tem a particularidade de ter sido jornalista, de saber impor o seu ritmo.
Nos últimos dias da campanha parecia um líder de esquerda, por vezes muito mais de esquerda que o seu irmão Miguel Portas.

PCP-PEV - Os comunistas subsistem e até ganharam mais um Deputado.
O Partido Comunista é o único que tem uma ideologia
O papel do PCP, sendo claro não deixa de ter os seus obstáculos...

BE – O Movimento esquerdas como lhe gosto de chamar, chegou ao fim como eu previ.
O seu discurso radical desta vez não teve o levar ao colo da comunicação social, o discurso do seu líder não chega ao povo, é um discurso para intelectuais e a maioria dos seus militantes não perdoaram o apoio ao Manuel Alegre.
Louçã apercebeu-se antecipadamente desta queda e tentou uma colagem ao PCP.
O BE tem de mudar de líder e mais do que isso mudar o seu discurso radical a nível interno e externo para tentar se manter ao cimo da linha de água.
Enviar um comentário