quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Escola Jaime Cortesão: Pais dizem basta de brincar com as crianças/alunos!

Os Pais e Encarregados de Educação e Ciência da turma que foi homologada e validada do 5º ano da Escola Jaime Cortesão, dizem basta de brincar com as crianças/alunos!

Os Pais e os alunos estão cansados da forma que estão a ser tratados pela antiga DREC, pelo Ministro da Educação e Ciência, pelo Secretario de Estado do Ensino Básico e Secundário e pelo Senhor Director Geral da DGEST.
Basta de tanta insensibilidade, basta de jogos entre os serviços do Ministério da Educação e respeitem o superior interesse das crianças, que é o interesse director daqueles que têm a responsabilidade pela sua educação e orientação e essa responsabilidade incumbe em primeira instância aos pais.
Esta insensibilidade e o voltar atrás na homologação e validação da turma do 5º ano na Escola Jaime Cortesão em Coimbra, está a causar graves danos psicológicos nos alunos em causa. O Senhor Ministro da Educação não pode fechar os olhos ao que foi assinado por Portugal, caso não se recorde eu tenho todo o prazer de o relembrar: A Convenção sobre os Direitos da Criança, Adoptada pela Assembleia Geral nas Nações Unidas em 20 de Novembro de 1989 foi ratificada por Portugal em 21 de Setembro de 1990.
Senhor Ministro da Educação e Ciência, a Convenção sobre os Direitos da Criança, num dos seus pilares fundamentais, diz textativamente que o interesse superior da criança deve ser uma consideração prioritária em todas as acções e decisões que lhe digam respeito.
Chegou a hora das crianças e os pais dizerem basta.
Basta de recebermos por via electrónica confirmações de que as nossas exposições, requerimentos foram enviadas do gabinete do senhor Ministro da Educação para o Senhor Secretario de Estado do Ensino Básico e Secundário e o mesmo que enviou para o Senhor Director Geral da DGEST, para analisar e responder. Até agora, e já vai num mês, a dez dias da abertura do ano lectivo e ainda não obtivemos nenhuma resposta.
Os pais e Encarregados de Educação estão unidos e tudo vão fazer para respeitar o superior interessa das crianças, neste caso dos alunos que são seus filhos.
Os pais e encarregados de educação não vão autorizar que os seus filhos vão estudar para outra Escola, pelos motivos que já são do conhecimento do Senhor Ministro.
Neste momento os 20 alunos continuam por estarem matriculados, a maioria não possui manuais escolares e foi decidido por unanimidade não autorizar o envio dos seus Processos Individuais para outra Escola seja ela do Agrupamento ou fora do Agrupamento.
Se não recebermos uma resposta escrita até à próxima sexta-feira dia 6 de Setembro, voltamos a reunir para articularmos a forma de acampar no dia da abertura do ano lectivo e para apresentarmos uma Providencia Cautelar para impedir a abertura do ano lectivo no Agrupamento de Escolas Coimbra Centro até a turma voltar a estar validade.
Senhor Ministro da Educação e Ciência, a validação da turma não tem custos para o seu Ministério, o Agrupamento tem professores para o funcionamento da turma, o Agrupamento tem funcionários para o bom funcionamento da turma, a Escola Jaime Cortesão tem todas as condições de segurança para o funcionamento da turma.
É simples, basta alterar a tipologia da Escola em causa, como já foi feito uma vez, e como fazem em outras escolas sempre que é necessário e deixem as crianças serem felizes e aprenderem na escola que escolheram.

Jorge Neves
Representante dos Pais e Encarregados de Educação
Membro do Conselho Geral
Coimbra, 4 de Setembro de 2013
Enviar um comentário