terça-feira, 29 de abril de 2014

Não cortem as "asas" ao Polo Silva Gaio

Fotografia da web

Li uma entrevista do Senhor Director da FCDEF – Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física de Coimbra, onde refere que existe a possibilidade de ocupar parcial ou na totalidade a Escola Silva Gaio.
Espero com toda a serenidade que não tenha passado de um simples desabafo para exteriorizar a falta de condições da FCDEF para se expandir e mater a qualidade que vem apresentando. Porque se for mesmo intenção da Universidade de Coimbra avançar com este assalto sobre a Escola Silva Gaio vai ter uma dura luta pela frente.
Apesar de estar sereno também estou desconfiado, porque a minha experiencia diz-me que quando estas notícias saltão ao publico em forma de intenção, já existem movimentações neste sentido. Vou estar atento! Vou começar a desenvolver alguns contactos para não ser apanhado desprevenido neste assunto.
Eu como Representante dos Pais e Encarregados de Educação do Ensino Secundário no Conselho Geral do Agrupamento Escolas Coimbra Centro, vou tentar envolver e concertar um rumo com a Associação de Pais da Escola Silva Gaio, Associação de Pais da Escola São Bartolomeu e da Escola da Almedina, União de Freguesias de Santa Clara e Castelo Viegas, União de Freguesias de Coimbra, a Direcção do Agrupamento e a Câmara Municipal de Coimbra, já que o Silva Gaio é do Ministério da Educação mas o terreno onde está construída a Escola é da Câmara Municipal.
Todos juntos temos de estar atentos e unidos para não deixar que o Silva Gaio seja “usurpado” pela Universidade de Coimbra, já que a mesma tem o Estádio Universitário num estado pouco dignificante que bem pode ser reclassificado.
O Silva Gaio tem de seguir o seu caminho e tornar-se numa escola de referência na zona centro e continuar o magnifico trabalho que faz com as crianças com Necessidades Educativas Especiais porque é:
- Escola de Referência para a Educação Bilingue de Alunos Surdos;
- Unidade de Ensino Estruturado para a Educação de Alunos com Espectro do Autismo;
- Unidade de Apoio a Alunos com Multideficiência e Surdo-Cegueira Congénita;
- Escola de Referência para a Educação de Alunos Cegos e com Baixa Visão.
Para continuar com este excelente trabalho é preciso manter a Escola Silva Gaio e dota-la de mais e melhores meios humanos, materiais, tranquilidade e aposta/articulação com a Câmara Municipal para melhorar a oferta de autocarros da SMTUC e melhorar a zona envolvente no seu percurso pedonal, com melhor iluminação, melhores passeios e vedação de protecção do lado do rio.

Jorge Neves
Representante dos Pais e Encarregados de Educação do Secundário no Conselho Geral do Agrupamento.
Enviar um comentário