domingo, 16 de setembro de 2012

Dia 15 de Setembro de 2012: Dia da exteriorização de sentimentos anti Troika Nacional e Internacional.



Hoje pela 1ª vez desde que me reconheço como contribuinte, assisti e participei num “acordar” de Coimbra contra a mordaça que estas politicas suicidas do nosso Governo nos quer submeter.
Estive presente por mim, pelas minhas filhas, pelo comércio da baixa e pelo futuro de Portugal
Segundo informação da PSP, eram cerca de 20 mil manifestantes de todas as idades e cores políticas que exteriorizaram o que lhes vai na alma ao som dos cânticos “o povo unido jamais será vencido” e da “Grândola Vila Morena”
Foi um “marchar” de forma ordeira, da Praça da Republica ate à Praça 8 de Maio, alias até á Portagem, aliás até ao Parque Verde do Mondego porque os manifestantes eram milhares e por questões de segurança marchou-se mais 1Km sempre com o mesmo espirito.
No meio dos manifestantes estavam muitos políticos dos mais diversos partidos, alguns com a sua parte de culpa do estado que se encontra Portugal. Entre os cidadãos anónimos destaco alguns políticos que estavam ali como cidadãos e não como políticos, destaco, Teresa Portugal, ex-vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Coimbra por parte do Partido Socialista (PS), e depois deputada à Assembleia da República, Helena Freitas, que foi e outrora líder do PS na Assembleia Municipal, Pedro Coimbra – Presidente da Federação do PS, Mário Ruivo, Carlos Cidade, Catarina e Serafim do Bloco de Esquerda, do PCP, CDS-PP e PSD não vi ninguém, o que não quer dizer que não tenham participado.
Como participei também pelos comerciantes da baixa, mais precisamente pelos comerciantes da minha Freguesia de São Bartolomeu, tive o cuidado de os acompanhar da baixa até á Praça da Republica. Entre os comerciantes registo a presença quase sempre dos mesmos que dão a cara em defesa da baixa, o Luís Quintans, o Armindo Gaspar, o Arménio Pratas, o David, o Francisco Veiga e o Eduardo Carvalho.
Como remate final, posso dizer que fiquei imensamente satisfeito com o acordar das gentes de Coimbra.
Pelo que vi nos telejornais este atual Governo já está moribundo e caminhamos a passos largos para eleições no início do próximo ano lá para finais de Abril princípio de Maio.
Parabéns Coimbra, parabéns Portugal!
Enviar um comentário