sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Mais um ano e mais uma Festa em Chelo em Honra da Nossa Senhora do Livramento.


O que refleti e deixo por escrever …

A Comissão de Festas de Chelo 2015, tentou manter a tradição, mas não deixou de inovar e de ter responsabilidade ecológica ao reaproveitar toda a madeira da Festa de Chelinho. Foi com muito gosto que apostou em grupos da Freguesia e dos Concelhos vizinhos de Poiares e de Mortágua. Tivemos a participação em força da nossa Freguesia de Lorvão, com a actuação da Filarmónica Boa Vontade Lorvanense, DOS Cavaquinhos da Rebordosa e as Concertinas do Caneiro.
Foi com enorme prazer que tratei de toda a parte burocrática e logística, foi com um enorme desgaste físico e psicológico que eu e mais dois e por vezes três elementos da comissão de festas 2015 e alguns colaboradores conseguimos a tempo e horas que tudo estivesse pronto para a inauguração da Festa. Foi uma luta bem dura contra muita coisa e muita gente, mas foi uma enorme satisfação estar tudo pronto no devido tempo.
 A Festa começou, as gargantas estavam secas e afinadas para uns bons “metros” de cerveja, o recinto da Festa estava enfeitado, iluminado e com som ambiente, mas tudo feito pela Comissão de Festas de Chelo 2015, nada foi pago ou contratado, fui tudo trabalho da Comissão (este ano não se enfeitou as ruas porque é proibido utilizar fitas plásticas por não serem degradáveis e por colarem em risco a segurança das pessoas automobilistas).
Apesar das constantes e normais críticas a quem organiza a Festa de Chelo, a mesma correu muito bem, posso mesmo dizer que foi a mais diversificada Festa que se realizou em Chelo nos últimos 20 anos.
A politica da Comissão de Festas foi realizar um cêntimo a mais de receita em relação à despesa, por isso mesmo todos os eventos que realizamos e preços praticados na Festa foram pouco mais que o preço de custo e da confecção, com excepção do preço da cerveja que serviu para compensar a oferta da água às crianças e da “bucha” a todos os Grupos convidados a actuar em Chelo.
Existiram coisas que correram menos bem, outras que correram bem melhor do que o esperado, fizemos apostas de risco que correram de forma excelente e vão ter seguimento na Festa de Chelo 2016, até porque a maioria dos elementos da Comissão vão ser os mesmos.
A Festa de Chelo encontra-se arraigada, cresce dentro de nós a necessidade impetuosa de mergulhar na memória, tornar presente o passado e descobrir que há mudanças inevitáveis. Já nada é como era e nada voltará a ser como foi!
Mas estamos sempre dispostos a procurar e encontrar pequenos indícios do passado para abrilhantar a Festa do presente: nem que seja através dos jogos tradicionais e dos bailaricos, e na aposta de Grupos musicais, de dança e teatro da nossa Freguesia de Lorvão e do Concelho de Penacova. Se alguém de Chelo dentro das suas actividades culturais ou desportivas ou mesmo a nível individual quiser participar será bem-vinda.
É no Jardim – Parque Infantil de Chelo, naquele recinto que a Festa vai ser realizada no ano de 2016, e que a Comissão de Festas vai tentar fazer alguns melhoramentos e comprar/fazer alguns novos equipamentos para as futuras Comissões de Festas de Chelo.
Até mesmo os mais críticos e cépticos tiveram de se render à boa organização da Festa que é de todos e para todos.
Para o ano voltaremos, vamos com toda a certeza manter o que de bom foi feito este ano e tentar inovar mais uma vez, sempre com o intuito de promover o convívio, a partilha e a amizade entre todos. Sugestões são bem vindas, criticas construtivas também.

Obrigado a todos que com muito esforço, dedicação e empenho, puderam proporcionar nos dias dos eventos e nos dias de festa um excelente convívio, partilha, amizade e diversão.


Jorge Neves
Enviar um comentário