sexta-feira, 29 de junho de 2018

Por terras de Chelo .


Como não gosto que digam que sou como os outros, até porque não sou tomei a liberdade de enviar uma missiva para a Junta de Freguesia de Lorvão com uns pedidos de esclarecimento acerca de alguns assuntos da Aldeia de Chelo, que o Senhor Presidente da junta de Freguesia de Lorvão já respondeu e vou tornar publico para que de uma vez por todas as pessoas conheçam a verdade do motivo porque algumas obras não se realizam.
Fiquei esclarecido, ajudarei a esclarecer as duvidas e agradeço ao Rui Batista ter respondido de forma rápida e clara .

Caro Jorge Neves,


Bom dia.

Agradecemos desde já a sua missiva e passo a responder no corpo do seu texto abaixo.

  Exmo. Senhor Presidente da Junta de Freguesia de Lorvão,
Exmo. Senhor Presidente da Assembleia de Freguesia de Lorvão,
C/C aos Senhores deputados da Assembleia de Freguesia de Lorvão.
Assunto: Solicitação de informação/esclarecimentos


 
Na qualidade de cidadão desta freguesia, solicito a atenção e esclarecimentos de V. Exas. para os assuntos que passo a expor:
1. Tive conhecimento que o Jardim/Parque Infantil de Chelo, apesar de já ter tido intervenções por parte do anterior executivo da Junta de Freguesia e pelo atual executivo da Junta, ainda se encontra em nome de quem ofereceu o terreno e realizou as primeiras obras, e que continua a pagar todos os anos o IMI. Nestes termos, solicito:

R: a Junta de freguesia não tem em seu nome nenhuma propriedade. Em Outubro de 2013, visitámos o Sr.António que nos confirmou essa situação.
Na Junta de Freguesia e na CMP não foi possivel encontrar nenhuma documentação relativa a estas cedências.


a) Que me informassem se é verdade que quem ofereceu o terreno ainda paga o IMI e em caso afirmativo o que pensam fazer a curto prazo para resolver o assunto, tendo em conta a idade e o estado de saúde do senhor e a incerteza sobre as opções dos herdeiros quanto ao destino do seu património;


R: Após essa reunião, a situação foi identificada e debatida numa reunião na Câmara Municipal, sendo que o procedimento exige dos proprietários a identificação dos prédios....Isto é, chegou-nos á Junta de freguesia uma cópia dos Imi's pagos pelo Sr. António, mas não conseguimos encontrar a correspondência com aqueles espaços. Para além disso são assuntos que só uma procuração poderá dar poder para resolver uma situação destas.
b) Para quando uma homenagem ao benfeitor de Chelo e dar o nome dele ao jardim caso tenha a sua concordância.


R: Tanto quanto me lembro já foi em tempo realizada uma cerimónia de reconhecimento pelas Benfeitorias e bondade do Sr. António. Não se perdia nada em fazê-lo de novo e noutro enquadramento.

2. A Fonte Histórica de Chelo necessita de obras de melhoramento que lhe proporcione mais dignidade (limpeza da mina, telheiro, mesas para parque merendas, chão e colocação de placa a dizer agua não controlada). Segundo informações que recolhi, a Fonte está situada em terrenos de ninguém, ou seja, o terreno e a Fonte Histórica, apesar de ser do ano de 1113 e de fazer parte da Historia de Chelo e de Penacova, não se encontra registada, apesar de ter colocado numa das paredes as iniciais CMP (Câmara Municipal de Penacova).


R: Estamos em conversações com as pessoas que ao longo dos ultimos anos foram os cuidadores daquele espaço. A voz e a vontade do povo prevaleceram! No entanto, a idade foi chegando, os tempos são outros e efectivamente a gestão do espaço deveria ser feita de outro modo mas sempre em conciliação com estas pessoas.

3. Na Rua do Chafariz encontra-se uma casa completamente em ruinas que põe em risco quem passa na Rua do Chafariz (Rua principal de acesso para a Capela de Chelo).
Gostava de saber, mesmo sabendo que não é um assunto da competência Junta de Freguesia, se este assunto já foi encaminhado para os órgãos competentes.


R:Tudo o que se passa na Freguesia é sempre assunto para tratar na Junta!
Informo que já informámos da situação há bastante tempo, os fiscais da Câmara já fizeram o seu trabalho, visitando o local e procedendo em conformidade.
Tanto quanto sei o proprietario/herdeiro, estando fora do país, terá já envidado ações no sentido de demolir a construção em causa.
Lembro que a degradação desta parede se deveu maioritariamente ao esforço provocado por um postalete da EDP com uma iluminaria. Desde que foi retirado por razões de segurança que temos feito diversos contactos e visitas ao local com a EDP, para resolução da iluminação, estando definitivamente confirmada a colocação de um poste na entrada do Beco da Soledade, com a respetiva iluminária.

4. O anterior executivo realizou obras no chafariz de Chelo, optando pela via mais fácil, que foi ligar o chafariz à água da rede pública, com um contador de água com uma porta plástica na parede principal do chafariz. Nos últimos tempos tem-se verificado várias pessoas a utilizar a água, não para beber mas para outros fins, com custos que devem estar a ser custeados pela Junta ou pela Câmara Municipal de Penacova, e no meu entender deviam mandar desligar a água.


R: Os radicalismos nunca foram nem fizeram boa vizinhaça. Não somos polícias nem fiscais e desconhecemos tal situação. Deve imperar o bom senso e o civismo entre os utilizadores da referida fonte.A fonte ainda dá jeito a muitas pessoas.
Não sou adepto da ação "por causa duns pagam os outros".
Temos a orientação de agir para melhorar a vida de todos. Ainda para mais numa altura em que as pessoas no nosso meio passam por muitas dificuldades.

Ainda no que diz respeito ao assunto do chafariz, quando existir disponibilidade financeira, sugeria a colocação de uma mesa com bancos e plantar uma árvore, por ser um sítio onde alguns idosos tinham hábito de estarem sentados a conversar e agora estão impossibilitados de fazer.

R: é uma situação a avaliar...

Convido-o a assistir ás assembleias de freguesia e para se dar conta do conjunto de ações que este executivo tem vindo a desenvolver.
Mesmo com muitas dezenas de ações e obras feitas, muito ainda vai ficar por fazer com toda a certeza.
Lembro também que este executivo, funcionando quase a tempo inteiro, na verdade é "pago" a tempo parcial....
Vamos estabelecendo prioridades e há alguns assuntos que se vão sempre sobrepor a outros.


 
Agradeço desde já a atenção dispensada.
Lorvão, 22 de junho de 2018


 
Com os meus cumprimentos
Jorge Neves


 
Cumprimentos,
Rui Batista


Enviar um comentário