terça-feira, 21 de junho de 2011

Estudantes Universitários verso Baixa da Cidade. Dois pontos de vista semelhantes mas diferentes sobre o futuro da baixa!

Dois pontos de vista semelhantes mas diferentes sobre o futuro da baixa!

Pegando no artigo, que pode ler clicando http://questoesnacionais.blogspot.com/ do meu colega e amigo Luís Quintans do Blogue Questões Nacionais, sobre as interrogações de uma possível instalação de uma Cantina Universitária, resolvi escrever o que defendo há muito acerca deste assunto mas sem deixar de compreender o ponto de vista do Luís Quintans.
~/~
Eu entendo as preocupações do amigo Luís, concordo com algumas das suas interrogações, mas sou defensor que se deve trazer os estudantes universitários para a baixa e fixa-los através de Residências Universitárias, com o compromisso de só lhes ser alugado o respectivo quarto após o recenseamento na Freguesia local, em contrapartida seria-lhes oferecido um protocolo de descontos no comercio local, muitos deles ficam por Coimbra meia dúzia de anos.

Em relação às cantinas universitárias, eu defendo que os alunos bolseiros e os que não são devido ao novo estatuto de bolseiro, mas que comprovem os baixos rendimentos familiares, devem ter um escalão para as refeições diferentes dos restantes estudantes.
Em conexidade de ser instalada uma Cantina Universitária na baixa, não vejo que venha a prejudicar em nada os restantes restaurantes, os alunos universitários não fazem qualquer refeição nos restaurantes da baixa, nem frequentam a baixa para tomar café, penso que os restaurantes e cafés até têm a ganhar com a vinda dos estudantes e a abertura do dito refeitório. Mas é preciso disciplinar e regular o acesso ao refeitório, ser de uso exclusivo para os estudantes universitários e as sobras do almoço e jantar serem canalizadas para Instituições de Solidariedade Social.
Eu suspendi a minha vida académica à menos de um ano, algumas vezes ia jantar às Cantinas Amarelas quanto tinha de realizar trabalhos de grupo, e verifiquei imensa vezes que os estudantes mal acabam de jantar se dirigem para os cafés e esplanadas que circundam a Praça da Republica, outros a comeram nas casas de hamburguês e pizzas.
Em suma, a vinda de uma Residência Universitária e de uma Cantina para a baixa seria um bom impulsionador a nível humano, económico e um mercado que poderia potenciar a vinda de outros estabelecimentos para a nossa baixa que está completamente num marasmo e à beira do abismo.

Enviar um comentário