sexta-feira, 8 de março de 2013

É um dever cívico respeitar os nossos símbolos Nacionais


Fui atestar o que já tinha verificado nas últimas semanas num edifício emblemático da nossa cidade. Vou clarificar; estiveram três bandeiras hasteadas, aliás, uma Bandeira da AAC hasteada, a Bandeira da cidade de Coimbra toda esfarrapada e a Bandeira Nacional arriada em muito mau estado durante semanas ao olhar de quem passava e ficava espantado com o triste espectáculo que assistia.
É triste e muito lamentável assistir a este atentado visual, sentimental e patriótico.
A bandeira tem por função representar algo. Representar um espaço, uma ideia, um sonho, uma esperança e um povo. Um rectângulo em pano representa tudo isso pela sua cor e pelos símbolos que contem.
O maior símbolo Nacional português é a nossa Bandeira Nacional também conhecida por Bandeira de Quinas e Bandeira Verde-Rubra e foi adoptada em 30 de Junho de 1911. É composta por duas faixas verticais. Uma verde na parte esquerda que representa 40% da bandeira e outra vermelha, na parte direita, com 60% da área. Na divisa entre as duras cores há o escudo de Armas de Portugal, assentado na esfera armilar manuelina.
A cor vermelha, predominante na bandeira de Portugal, representa a conquista, a virilidade e a alegria. Já o verde representa as florestas do território português. A esfera militar representa as descobertas marítimas portuguesas realizadas nos séculos XV e XVI. Já o escudo de armas simboliza o Império Colonial Português
 A nossa Bandeira Nacional é uma das bandeiras mais exuberantes, é um dever cívico conhecer o símbolo nacional, seu significado, sua origem e respeita-lo para que não se repita situações como descrevi acima.
Agradeço que respeitem a Bandeira Nacional e a Bandeira da Cidade de Coimbra.
Enviar um comentário